terça-feira, 4 de outubro de 2011

Indecisão

E ali estava ela parada, imóvel, com medo, perdida nos seus próprios pensamentos, tentando achar uma maneira de sair de seus problemas e não ter que tomar as decisões sozinha. Ela queria achar a "luz no fim do túnel" que sempre a prometeram e que nunca conseguiu encontrar, no fundo ela sabia que as promessas sempre acabavam virando mentiras. Mesmo insegura, deixou que o destino cuidasse dela, que ele resolvesse por si só os seus problemas, pois ela sabia que o tempo e o destino sempre foram o melhor remédio para as feridas mais profundas, as mais doloridas, dessas que destroem as poucos com a gente. Então pegou a sua mochila velha e surrada onde ela guardava apenas as coisas mais importantes como a esperança, a fé e a felicidade que estava lá bem no fundo, só esperando pra ser reutilizada e seguiu a eterna viagem pela sua própria estrada, a estrada da vida.

Um comentário:

  1. Quem segue o caminho da vida vai de encontro com o destino (8)

    ResponderExcluir